Documentos

Correspondência

[ Neno Vasco ]

De Neno Vasco a Fábio Luz, 15 de Abril de 1911
Remate de Males, n.º 18, Campinas: Instituto de Estudos de Linguagem - Revista do Departamento de Teoria Literária, 1998, p. 172.
Neno informa Fábio Luz da sua partida para Portugal. Não tendo ainda residência, pede ao brasileiro que enderece a correspondência a Hilário Marques, para a morada correspondente à sede informal da revista A Sementeira, no Feijão Encarnado.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 3 de Dezembro de 1911
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Neno Vasco informa Leuenroth da sua dedicação laboral à revista A Sementeira e ao jornal A Aurora, não lhe restando tempo para colaborações com a Guerra Social.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 3 de Março de 1912
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Anúncio do lançamento das edições de A Brochura Social, com Neno e Lima da Costa, do grupo de A Sementeira, na coordenação dos trabalhos. As primeiras brochuras planeadas seriam A União dos Sindicatos e a Anarquia, de Fernand Pelloutier, e A política parlamentar no movimento socialista, de Errico Malatesta. Dá conta da intenção de publicar um opúsculo da sua autoria, tal como da de Faure ou de Grave.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 3 de Maio de 1912
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Neno pede a Leuenroth que informe Astrogildo Pereira de que o seu artigo sobre o movimento anarquista no Brasil foi já editado nas páginas de A Sementeira (1ª Série, n.º 33, pp. 261-263). O brasileiro é informado de que Neno Vasco já se encontra menos sozinho, tendo criado um grupo de afinidades graças à greve geral de 1912. O contacto com Hilário Marques foi reavivado com o regresso do arsenalista de Glasgow.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 9 de Junho de 1912
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Sobre as dificuldades financeiras do grupo editor de A Brochura Social e apelo à contribuição dos companheiros brasileiros. Neno revela a íntima ligação ao Brasil e apresenta-se como mediador entre libertários dos dois lados do Atlântico.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 2 de Dezembro de 1912
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Neno informa Edgard Leuenroth do envio de cem exemplares de Os bastidores das guerras, de Pyotr Kropotkin, que se trata da terceira brochura da Biblioteca de A Sementeira. Dá ainda conta da substituição de Lima da Costa por Hilário Marques na administração de A Brochura Social.

De Neno Vasco a Edgard Leuenroth, 1 de Março de 1913
Neno Vasco, Arquivo Histórico-Social, N61/55 BNP.
Sobre o fim da primeira série de A Sementeira, devido à partida de Hilário Marques para Glasgow. A Brochura Social irá regressar, mas o novo administrador não será o director da revista, mas Aurélio Quintanilha. As brochuras editadas seguirão o modelo das editadas pelo Les Temps Nouveaux.