Documentos

Correspondência

[ António Sérgio ]

De António Sérgio a Jaime Cortesão, 22 de Novembro de 1912
António Sérgio, in António Sérgio. Correspondência para Raul Proença, José Carlos González (org.), Lisboa, Publicações Dom Quixote / Biblioteca Nacional, 1987, pp. 221-223.
A.S. felicita Jaime Cortesão pela publicação de A Vida Portuguesa e oferece a sua colaboração, desde que a revista vise concretizar os objectivos estatutário da Renascença Portuguesa sem dogma próprio e com abertura e liberdade crítica.

De António Sérgio a Raul Proença, 23 de Novembro de 1912
António Sérgio, Espólio de Raul Proença, E7/10, BNP.
A. S. saúda a publicação de A Vida Portuguesa, periódico que desejava.

De António Sérgio a Raul Proença, 3 de Dezembro de 1912
António Sérgio, Espólio de Raul Proença, E7/99, BNP.
Crítica do teor abstracto e académico do programa de A Vida Portuguesa.

De António Sérgio a Raul Proença, 5 de Dezembro de 1912
António Sérgio, Espólio de Raul Proença, E7/16, BNP.
A. S. informa que Jaime Cortesão o acolhe na Vida Portuguesa.

De António Sérgio a Raul Proença, s.d. [Maio? de 1913]
António Sérgio, Espólio de Raul Proença, E7/140, BNP.
A. S. incita Raul Proença a colaborar na Vida Portuguesa.

De António Sérgio a Jaime Cortesão, 26 de Junho de 1913
António Sérgio, in António Sérgio. Correspondência para Raul Proença, José Carlos González (org.), Lisboa, Publicações Dom Quixote / Biblioteca Nacional, 1987, p. 223.
Envio de artigos para A Águia e A Vida Portuguesa. Referência ao parasitismo como causa da decadência dos povos peninsulares.

De António Sérgio a Jaime Cortesão, 26 de Outubro de 1913
António Sérgio, in António Sérgio. Correspondência para Raul Proença, José Carlos González (org.), Lisboa, Publicações Dom Quixote / Biblioteca Nacional, 1987, pp. 225-226.
A carta acompanha o artigo “O parasitismo peninsular”, réplica a “O parasitismo e o anti-historismo”, de Jaime Cortesão. A. S. faz a cronologia do seu relacionamento com Teixeira de Pascoaes e com a Renascença Portuguesa, a propósito da polémica sobre o saudosismo. Renuncia à publicação de Humilde Súplica.

De António Sérgio a Raul Proença, 17 de Maio de 1914
António Sérgio, Espólio de Raul Proença, E7/22, BNP.
A.S. comenta a defesa de uma "religião lusitana", publicada nas páginas de A Vida Portuguesa. Considera a ideia subserviente e demagógica.