logo revista


Dados Editoriais

Altitude. Boletim de literatura e artes teve por directores Coriolano Ferreira, Fernando Namora, João José Cochofel e Joaquim Namorado. O novel título não se comprometeu com prazos de publicação e conheceu tão-só duas edições, datadas de Fevereiro e de Abril de 1939.

Na residência de João José Cochofel, que tudo indica ser a alma mater da revista, situada na Rua do Loureiro, n.º 9, no miolo de Coimbra, convencionou-se estabelecer a redacção e a administração da publicação, enquanto a composição e a impressão tiveram lugar na Tipografia Atlântida, situada na contígua Rua Ferreira Borges, n.ºs 103 a 111.

Augusto Abranches dos Santos, poeta e proprietário da livraria e editora Portugália, situada um pouco acima, junto à Sé Velha, surgiu como editor, embora a título pessoal, como ficou registado no fecho do primeiro dos números impressos: “esta revista anunciada como edição Portugália/Coimbra sai, agora, com inteira independência dessa casa editora”. Na mesma ocasião, encontramos a sugestão de que as edições com a chancela de Altitude se propunham dar sequência àquelas que a empresa de Abranches do Santos já tinha publicado – Sedução, de Marmelo e Silva, e As Sete Partidas do Mundo, de Fernando Namora – nomeadamente através do anúncio de Metrópole, livro de poemas de António Ramos de Almeida.

Cada número, com um motivo artístico na capa, paginação cuidada e impressão em bom papel, apresentava doze páginas e era vendido a um escudo e cinquenta centavos (a assinatura de três números custava quatro escudos).

Luís Andrade




Editor

Augusto dos Santos Abranches



Editor

Coriolano Ferreira



Editor

Joaquim Namorado



Editor

João José Cochofel



Editor

Fernando Namora